Desenvolvido por Levant Consultoria de Marketing

www.levantmkt.com

Avenida Almirante Barroso, 1454 - Marco, Belém - PA

E-mail: sbotpara@gmail.com
Tel: 091 - 3084-3000

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As diversas técnicas de tratamento para garantir a recuperação eficaz de pacientes envolvidos em acidentes com motocicleta serão abordadas durante a 2ª Reunião Clínica da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia – Regional Pará (Sbot-PA), programada para a próxima quinta (20). Com o tema “Reconstrução nas Falhas Ósseas”, o evento será no auditório da UNICRED e terá como palestrante o médico ortopedista Marcus Preti.

 

Os acidentes com motociclistas estão entre as principais causas dos traumas ósseos. Segundo levantamento realizado pela Associação Brasileira de Medicina do Tráfego (Abramet), 94.390 pessoas foram internadas em hospitais em 2008, sendo que 19.736 apresentaram sequelas relacionadas a lesões permanentes e amputações

 

Segundo o presidente da Sbot-PA, o médico Rui Barros, é comum o motociclista apresentar lesões ósseas graves devido ao grande impacto gerado pelas colisões em acidentes de motos. “Nestes casos é comum observarmos fraturas da tíbia e do fêmur multifragmentadas, muitas delas com perda óssea, acrescentando maior gravidade a estes traumatismos e necessitando de alternativas complexas de tratamento, sendo que, nestes casos, o período de recuperação é maior e, via de regra, são necessários vários procedimentos cirúrgicos para minimizar sequelas”, explica.

 

De acordo com o médico ortopedista, dentre as técnicas para reverter a perda óssea estão os enxertos e transplantes ósseos. “Quanto mais cedo for iniciado o tratamento, melhores serão os resultados da reconstrução da óssea”, esclarece. Tais técnicas também contribuem para a diminuição do impacto social, pois podem reduzir o período de inatividade do paciente e até mesmo evitar a invalidez permanente.

 

VEJA FOTOS DO EVENTO:

 

​  SBOT-PA  REALIZOU SUA SEGUNDA REUNIÃO CLÍNICA