Desenvolvido por Levant Consultoria de Marketing

www.levantmkt.com

Avenida Almirante Barroso, 1454 - Marco, Belém - PA

E-mail: sbotpara@gmail.com
Tel: 091 - 3084-3000

Residentes se preparam para o TEOT

Pelo 4º ano consecutivo, a SBOT-PA realizou simulado para residentes dos serviços de residência em Ortopedia e Traumatologia do Hospital Porto Dias e do Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência.


Residentes do primeiro e segundo ano participaram como ouvintes, já como um preparo prévio para a prova de título. Os residentes do último ano tiveram de treinar o que aprenderam durante a residência controlando tempo e nervosismo.


“Os dois primeiros anos são mais tranquilos, pois estamos ali como ouvintes, mas no terceiro ano estamos ali, naquele simulado, para alcançar o próximo da perfeição. Considero mesmo como se fosse um rito de passagem, quando se percebe que a prova de título está chegando”, disse residente do último ano do Serviço de Residência do Porto Dias, Maurício Camara.


Para o residente Edicarlos Araújo, do Serviço do Hospital Metropolitano, o simulado é uma vitória para os serviços paraenses. “O simulado é de extrema importância porque nos dá uma noção muito grande de como vai ser a prova de título e conseguimos observar como está nossa preparação, e ter essa oportunidade aqui é uma vitória porque nem todos os serviços têm, e é algo que traz um conhecimento a mais para quem faz a residência aqui e para quem vem realizar o simulado em Belém”.


O maranhense Fernandes Junior realizou sua graduação na capital paraense e optou por fazer residência em Santa Catarina. Ele voltou à capital paraense para fazer sua preparação final. “Fiz a faculdade aqui em Belém e quando busquei a residência, fui atrás de algo parecido com o Serviço daqui e então optei por fazer a revisão final em Belém. E foi bom para ver como vai ser e até para controlarmos tempo e outros fatores como o nervosismo”, explicou Fernandes.


O simulado teve como professor convidado, o ortopedista de Recife, Marcelo Krause. Para ele, os residentes estão bem preparados. “O simulado contemplou todas as fases da prova de título e achei os residentes muito bem preparados. Ter esta preparação antes do certame final é muito interessante pois eles passam por todas as etapas, a discussão de casos clínicos, habilidades, exames físicos, atitudes, se concentram, tudo bem próximo de como será. É uma atitude louvável da regional”, parabenizou.


Para o presidente da SBOT-PARÁ, Luciano Barboza, o simulado representa o momento de avaliar residentes e o trabalho feito durante a residência. “O nosso principal objetivo é avaliar os três anos que temos trabalhado para dar condições ao residente de fazer um trabalho sério junto à população e passar na prova do título; mas também de avaliar o que podemos melhorar enquanto ensino para eles”.