Desenvolvido por Levant Consultoria de Marketing

www.levantmkt.com

Avenida Almirante Barroso, 1454 - Marco, Belém - PA

E-mail: sbotpara@gmail.com
Tel: 091 - 3084-3000

Fraturas nas mãos e punhos lideram o ranking de acidentes no trabalho

Em 2017, foram concedidos 196.754 benefícios a trabalhadores que precisaram ser afastados de suas atividades, de acordo com dados do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS). As fraturas no punho e na mão lideram o ranking nacional como as principais causas de afastamento por acidentes de trabalho.  

No Pará, esses tipos de lesões também estão entre as principais, registrando 60 auxílios concedidos para a doença. Fraturas de outros dedos também aparecem com número significativo, 99 auxílios concedidos; 49 para fraturas de outros ossos do metacarpo e 24 para pessoas com diagnóstico de Síndrome do Carpo.

“A maior parte dos acidentes de trabalho que acometem os membros superiores são dentro de empresas, madeireiras, e esses dados, realmente preocupam porque são números que se mantém ao longo dos anos. São acidentes que ocorrem por falta de atenção, por falta de equipamento de segurança, pela falta de assessoramento da empresa, e que poderiam ser pelo menos diminuídos. Esse tipo de acidente, normalmente provoca sequelas que podem ser temporárias ou para a vida toda, impactando a vida do paciente, da família e muitas vezes a vida financeira”, diz o ortopedista, especialista em Cirurgia da Mão e presidente da regional da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia, Luciano Barboza.

Com o intuito de chamar a atenção para a importância da prevenção e cuidados no ambiente de trabalho, o Ministério do Trabalho promove até novembro a Campanha Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho (Canpat).